Links Patrocinados

5 dicas para áreas externas

Arquitetura | 11 d Aug d 2011

Pergolado de concreto e vidro

Pergolado de concreto e vidro

Aqui está uma ótima solução para integrar o ambiente externo com o ambiente interno de uma casa. Com as vidraças, esta espécie de corredor/quintal fica protegido do vento e da chuva, permitindo até mesmo a disposição de algumas obras de arte. Porém a transparência dos vidros integram o interior com este belo cenário acidentado repleto de pedras e arbustos. O pergolado de concreto quebra o excesso de luz e de calor proveniente do sol.

Bangalô

Bangalô

Pínus autoclavado e impermeabilizado desenha a armação, a cobertura e os bancos deste bangalô. Feita sob encomenda pela Thai Bungalow, a peça (2,15 x 2,15 x 2,15 m) é entregue em 60 dias.

Toldo para proteção do sol

Toldo para proteção do sol

O Modelo Box Sistema 2000, da Toldos Dias, vem com braços pantográficos de alumínio que avançam até 3 m e se recolhem numa caixa de 16 cm de altura. Pode incluir sensores (de chuva, sol e vento).

Chuveiro para área externa

Chuveiro para área externa

Duchas instaladas nos jardins e piscinas de casas de praia ficam vulneráveis aos efeitos da maresia e do tempo. “Por isso, optamos por um modelo de cobre, feito sob encomenda [pela Casa Aquino]”, diz a paisagista Silvia Camargo, referindo-se à decisão tomada com as arquitetas Lydia Garcia e Bianca Farinazzo. Para amparar o cano, Silvia criou uma armação de madeira revestida de ripas de freijó. A cada seis meses, essa estrutura é lixada e recebe stain (Osmocolor, da Montana). Seixos rolados ocultam o ralo e massageiam os pés. E a vegetação muito bem cuidada em volta completa o cenário bonito e bucólico.

Banco e rede

Banco e rede

Assinada pela paisagista paulistana Paula Magaldi, a composição do piso na lateral desta casa em Maresias, SP, é fácil de executar. Uma camada de pedriscos garante a drenagem – e evita o contato da madeira com o solo. Sobre essa base vêm os dormentes, que desenham o piso e dão graça ao espaço. Para finalizar, mais pedriscos até nivelar o terreno. “Prefira dormentes com tratamento químico em autoclave e impermeabilize a cada dois anos”, ensina Lázaro Santos, da fornecedora Fahel’s.

Fonte

2 comentários Tags: , , , , , , , ,
Links Patrocinados

O que é hipster?

Moda | 07 d Jul d 2011

O hipster é aquele que demonstra gostos, atitudes e opiniões consideradas cool, ou seja, atuais, legais, originais, autênticas, mas que não gostam de ser vistos como cool. Os hipsters andam em meio as pessoas no dia-a-dia mas não gostam de fazer parte delas e consideram brega e cafona tudo que é de gosto geral. E, é claro, rejeitam o termo hipster 😉

Hipsters americanos

Hipsters americanos

Foto

Afirma-se que a cultura hipster surgiu na década de 1930 com os Beatniks. Atualmente ressurgiu no início dos anos 2000 nos grandes centros urbanos americanos como Nova York, Los Angeles e outros. E da mesma forma no Brasil, concentram-se mais nos grandes centros urbanos como São Paulo, Rio e outros.

Mas o que é hipster de fato? Hipster é uma subcultura de homens ou mulheres tipicamente em seus 20 ou 30 anos que valorizam o pensamento independente, a contestação aos padrões, a política progressista, a apreciação da arte indie-rock, criatividade, inteligência e a conversa divertida. Os hipsters alegam que o hipsterismo é um estado de espírito, porém é um movimento amplamente ligado a moda já que a forma como se vestem marca o grupo preponderantemente.

Como um fenômeno de surgimento recente, o hipsterismo tem forte ligação com a internet e usa amplamente dela para divulgação de sua cultura. Quando não estão conectados em redes sociais como Facebook e/ou Twitter, estão se encontrando em cafés, em shows indie-rock e em baladas underground.

Os hipsters rejeitam sobretudo a cultura de consumo massivo e inconsciente predominante no hábito geral das pessoas e são vistos quase sempre vestindo roupas vintage, de brechó, apertadas, tênis old-school e óculos de aros grossos. Na verdade estão sempre inovando, indo do retrô ao progressivo num único visual.  Cabelos com visual andrógino, de cortes despenteados e assimétricos também fazem parte do rol de estilos hipsters. Estilos assim são muito associados ao trabalho criativo de estilistas, de cabeleireiros e outras pessoas da moda e são normalmente incompreendidos e pouco aceitos pelos consumidores padrão.

Fundamental para entender o que é hipster, é saber que parte do dogma central da cultura hipster é não se deixar  influenciar pela publicidade e pela mídia as quais tendem a promover somente um ideal de beleza etnocêntrico, ou seja, o branco-europeu. Conceitos de androginia e feminismo influenciaram bastante o pensamento hipster. O padrão americano de homem musculoso e atlético é fortemente rejeitado, o que é facilmente percebível na magreza normalmente encontrada nos hipsters homens. Esse mesmo ideal é visto com desconfiança pelas mulheres hipsters na medida em que simboliza a opressão machista, bem como o sexismo e a misoginia. Da mesma forma, padrões femininos like a Britney Spears também não são atraentes aos hipsters homens que acabam vendo tal padrão como resultado da insegurança feminina, bem como baixa autoestima e ausência de inteligência cultural e pensamento independente por parte das mulheres. Por fim, ainda dentro das questões sociais, os hipsters costumam abraçar causas sociais e se mostram muito abertos quanto as questões raciais. O grande número de casais inter-raciais encontrados nos centros urbanos vão de pleno encontro com a subcultura hipster.

Hipsters

Hipsters

Foto

Tão importante quanto saber o que é hipster, é observar que como todo movimento de vanguarda, os hipsters costumam ditar novos costumes, os quais inicialmente são bastante criticados pelos consumidores padrão que posteriormente acabam por adotar o que tanto criticavam e achavam esquisito. Os jeans envelhecidos e desbotados com cara de jeans velho são um exemplo. O mesmo acontece com a música, cujas bandas inicialmente ouvidas somente pelo grupo hipster são posteriormente ouvidas por um público massivo. Bandas hipsters favoritas como Bright Eyes, The Arcade Fire, The Arctic Monkeys, The Libertines e The Strokes e outras dessa natureza são exemplos.

Apesar do visual (intencionalmente) chamativo de seus gostos estéticos, os hipsters tendem a ser bem educados e possuírem alguma carreira ligada à música, à arte visual e à moda, muito embora alguns deles sigam carreiras de exatas e científicas também. De modo que a idéia comum que se tem de que são desocupados e são sustentados por seus pais nem sempre tem fundamento.

Veja um ótimo blog sobre o tema.

6 comentários Tags: , , , ,
Links Patrocinados

Chaise longue Le Corbusier LC4

Design | 30 d Jun d 2011

Chaise longue LC4

Chaise longue LC4

Finalizando a série de estampas animais, segue a chaise longue Le Corbusier LC4 em padrão de vaca-malhada. Saiba mais sobre a origem das peças de Le Corbusier aqui.

Comprar: Hetty Goldbert

Comente! Tags: , , , ,
Links Patrocinados

Banco Graça

Design | 29 d Jun d 2011

Banco Graça

Banco Graça

Os bancos invadiram a decoração. Difícil é encontrar um projeto que não contemple um móvel desses. São bonitos, confortáveis e resistentes, combinam com vários estilos e se adaptam bem à maioria dos espaços. Eles transformam os ambientes em espaços confortáveis, perfeitos para receber visitas, dando toques de requinte ou informalidade, conforme o seu estilo.

O Banco Graça tem assento estofado em pele animal preto e branco e pés com acabamento em laca preta.

Comprar: Domme

Comente! Tags: , , , , ,

Almofada com estampa de onça

Decoração | 28 d Jun d 2011

Almofada padrão onça

Almofada padrão onça

Almofada Aubusson com estampa de onça.

Comprar: Rug Hold

Comente! Tags: , , ,
Links Patrocinados

Poltrona Kilin

Design | 27 d Jun d 2011

Poltrona Kilin

Poltrona Kilin

Poltrona Kilin, com design de Sérgio Rodrigues. Estrutura em madeira de tauari e acabamento com pele de vaca. Particularmente, apesar do atraente resultado estético, sinto uma reserva quanto a utilizar peles naturais em móveis ou na moda, já que temos toda uma tecnologia que permite a criação de quaisquer padrões de forma sintética.

Comprar: WayDesign

Comente! Tags: , , , , ,
Links Patrocinados

Vaso – estampa de tigre

Design | 26 d Jun d 2011

Vaso estampa tigre

Vaso estampa tigre

Vaso com estampa de tigre em tamanhos pequeno, médio e grande.

Comprar: DracenaHome

Comente! Tags: , , ,

Adesivo de parede – padrão zebra

Decoração | 25 d Jun d 2011

Adesivo de parede zebra

Adesivo de parede zebra

Adesivo de parede no padrão zebra. O que chama a atenção aqui evidentemente não é só o padrão zebra e sim a criatividade em dispôr o adesivo, ou papel de parede passando a idéia de que é um quadro.

2 comentários Tags: , , , ,

Papel de parede zebrado

Decoração | 25 d Jun d 2011

Papel de parede zebrado

Papel de parede zebrado

Rolo de papel de parede da coleção Paraíso.

Comprar: Orlean

4 comentários Tags: , , , ,

Como decorar um apartamento alugado

Decoração | 24 d Jun d 2011

A maioria das dicas de reforma e decoração são mais destinadas a quem mora em casa própria. Para essas pessoas, todas as melhorias no imóvel agregam valor ao mesmo e dessa forma não se gasta dinheiro à toa.

Mas se você está procurando um apartamento para alugar e gostaria de deixá-lo mais com a sua cara, há várias dicas muito simples que ajudam e muito a conseguir aquele tom mais pessoal ao seu lar.

De forma geral, em apartamentos alugados você não poderá realizar mudanças estruturais ou muito radicais, pois podem custar muito caro e o proprietário provavelmente também não vai concordar. Antes de mais nada, verifique se não existem cláusulas restritivas no contrato de locação como furar, demolir ou mudar as cores do imóvel.

Uma dica fundamental é fotografar o apartamento inteiro antes de realizar qualquer mudança. Desse modo você terá uma referência para caso venha a se deparar com exigências do proprietário para que deixe o imóvel como estava assim que o alugou.

É bom lembrar que toda decoração deve ser reversível, pois na hora de devolver o imóvel tudo deve ficar de acordo com o que foi antecipadamente estipulado no contrato.

Dessa forma, para o caso de apartamentos alugados, vale mais a pena trabalhar boas peças de mobiliário, tapetes, luminárias, objetos de decoração, enfim, coisas que você poderá levar junto quando tiver que entregar o apartamento ao se mudar de novo.

Aconchego através da simplicidade

Aconchego através da simplicidade

Luz

As luminárias de apartamentos alugados sempre são simples e sem graça. Nesse caso, vale a pena trocá-las. O resultado sempre surpreende. E você ainda pode levá-las embora quando tiver que entregar o imóvel.

E fique atento(a) quanto à intensidade luminosa. Lâmpadas mais fracas costumam deixar o ambiente mais acolhedor e ainda economizam na conta de luz.

Branco e a luminosidade dos ambientes

Branco e a luminosidade dos ambientes

Cores

Cores são um tema muito pessoal, e tem a vantagem de poder ser alterada sempre que se quiser. Use cores que lhe agradem para deixar os ambientes com a sua cara. Branco contribui para a luminosidade do ambiente, tons pastéis deixam-no mais acolhedor e tons fortes servem para impactar. Tons fortes costumam dar um bom resultado quando utilizados em uma única parede rodeada por outras paredes em tons suaves.

Luz e cores, muitas cores

Luz e cores, muitas cores

Paredes

Paredes com revestimento de gosto duvidoso são um problema. Especialmente quando o proprietário morava antes no imóvel e o aplicou com todo o capricho do mundo. Ele tem apego sentimental à “obra de arte” e não vai deixar você removê-la. Para contornar esse problema, uma parede de drywall para escondê-las pode ser a solução, bem como detalhes com papel de parede ou quadros. Caso não possa furar paredes,  coloque-os sobre prateleiras, aparadores e outros móveis. Cortinas e tapetes são ótimas dicas para esconder os pontos negativos do ambiente.

Mobiliário

Boas peças de mobiliário têm o poder de esconder acabamentos precários e enriquecer o ambiente. Elas captam a atenção das pessoas. Não é porque seu piso é feio que o sofá também precisa ser. Aliás, se seu piso for feio ou antiquado, compre um grande tapete e esconda-o ao máximo. Trocar armários velhos também faz bem a qualquer imóvel. Compre almofadas e utilize luminárias de chão e abajures para criar climas diferenciados – intimista, aconchegante, de festa, etc.

Aconchego a baixíssimo custo

Aconchego a baixíssimo custo

Jardins e varandas

Se o imóvel alugado for uma casa com jardins ou varandas e pátios externos, use e abuse de vasos e plantas. Depois do vencimento do contrato, basta colocá-los no caminhão de mudança. Vasos com vegetação agregam mais vida e frescor aos ambientes, desde que observados a iluminação, ventilação, insolação, para suas plantas não secarem na primeira semana 😉 Compre um vaso para pôr sobre a mesa de jantar e coloque flores toda semana. Elas conferem um toque de vida e beleza ao nosso dia-a-dia.

Banheiros e Cozinhas

Geralmente, o que está pior em um imóvel são as áreas molhadas. Revestimentos de banheiros e cozinhas antigos tendem a ser um desastre. Pintar azulejos (com uma tinta especial para esta finalidade) pode não ser uma má ideia. Converse com seu locador. Se você estiver a fim de se empenhar, pode tentar negociar com ele a troca dos pisos descontando o valor da obra nos alugueis. Se ele for esperto, vai aceitar, porque a renovação dos acabamentos cerâmicos valoriza bastante o imóvel. Outra dica boa é a troca do vidro do box. Deixa o banheiro novo com pouco dinheiro. E se você ainda quiser levar embora, é só desparafusar.

Enfim…

Para decorar um apartamento alugado, itens reversíveis como pintura, papéis de parede e adesivos, bem como itens removíveis como quadros, vasos, plantas, luminárias, almofadas, mantas, cortinas, tapetes e livros e objetos decorativos são dicas de decoração simples, fáceis e baratas. São dicas de decoração que vão deixar o seu apartamento, mesmo que alugado, com a sua cara. Vale a pena pensar nisso tudo e transformar o seu dia-a-dia deixando o astral do seu lar lá em cima 😉

Se você é proprietário de um apartamento para alugar, use acabamentos, cores e móveis neutros, evite inventar modas já que o gosto dos inquilinos pode (e certamente não é) o mesmo que o seu, e faça reparos periódicos para não deixar o imóvel caído. Banheiros e cozinha devem ser reformados a cada 20 anos, no máximo. Um piso de madeira precisa de raspagem e tratamento a cada cinco anos. Deixando tudo em ordem, o valor do aluguel aumenta e você ainda zela pelo seu patrimônio.

Comente! Tags: , , , , , ,